68877260 - close up of totally concerned woman

7 mitos e verdades sobre a impotência sexual

Para muitos homens, sua masculinidade está diretamente ligada ao seu desempenho sexual. Por isso, existe um grande tabu quando se fala sobre disfunção erétil ou impotência sexual. Como não gostam de falar sobre o assunto, na maioria dos casos, a fonte de informações passa a ser a internet. E, por causa disso, passam a acreditar em muitos mitos sobre o assunto. Nesse texto, irei desmistificar o tema, apresentando o que é verdade ou não. 

A impotência sexual é assunto para a terceira idade.

Um mito muito propagado. A disfunção erétil pode acometer homens de várias idades, apesar de ser mais comum a partir dos 50 anos. Assim, os mais jovens também podem apresentar esse quadro em função de outras condições, como diabetes, hipertensão e doenças cardíacas.

A vasectomia pode causar impotência.

Mais um mito. A cirurgia de vasectomia não realiza qualquer tipo de incisão no pênis. Por isso, não provoca nenhuma alteração no seu funcionamento. O procedimento feito é um corte nos ductos deferentes, que são responsáveis por transportar os espermatozóides para a uretra.

Tabagismo e uso de anabolizantes são potenciais causadores de disfunção erétil.

Enfim, uma informação correta. O cigarro reduz o fluxo sanguíneo para o pênis e pode dificultar a ereção ou impedir que ela ocorra. Os anabolizantes inibem a produção natural da testosterona, o hormônio associado à libido, ereção e a performance sexual do homem. Eles bloqueiam a glândula hipófise e, consequentemente, o nível do hormônio no organismo é reduzido, o homem perde o desejo sexual e pode ter dificuldade em ter uma ereção.

A masturbação causa impotência.

Outro mito recorrente na internet e nas rodas de amigos. A masturbação é uma prática saudável e até recomendada pelos médicos. Independente do tempo ou da quantidade de vezes que o homem se masturbe, ele não ficará impotente por esse motivo.

O diabetes pode causar a disfunção erétil.

Isso é verdade. O diabetes faz com que ocorra um aumento da glicose no sangue, dificultando a circulação sanguínea e afetando a distribuição do sangue para alguns tecidos e órgãos, como por exemplo, o pênis. Com isso, o homem pode não conseguir ter uma ereção.

Praticar exercícios pode ajudar a combater a impotência sexual.

Essa também é uma afirmação verdadeira. Além de todos os benefícios que os exercícios físicos promovem no corpo e na nossa saúde, eles também ajudam a prevenir a disfunção erétil.

O segredo para tratar a impotência sexual são os medicamentos estimulantes.

Mais uma afirmação fake. Os remédios atuam como paliativos, permitindo que o homem tenha uma ereção por mais uma noite. No entanto, no longo prazo, não oferecem qualquer contribuição na resolução do problema. A melhor forma de evitar essas informações mentirosas ou, no mínimo, duvidosas, é procurando um urologista de sua confiança para que ele responda suas dúvidas e oriente da melhor forma. Quer saber mais? Clique no banner!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp